quarta-feira, 21 de abril de 2010

Ah, você...

Não tenho medo de muitas coisas. Encaro tudo de frente. Confio em mim, confio na vida. São poucas as coisas que me causam arrepio. Ah, mas só de pensar em perder você... viro uma criança com medo do bicho papão que vive em seu quarto, debaixo de sua cama. Falta de confiança? De jeito algum, falta de vontade. Tenho vontade nenhuma de te ver partir, de te ver seguir. Te quero tanto.
Fugindo do medo, faço tudo que posso para esquecer pensamentos ruins. Me entrego todos os dias a ti. Te dou todo o meu amor, com todo o meu desejo e todo meu carinho. Ah, se você soubesse o que sinto aqui dentro do meu peito. Não sabes, não fazes ideia e nunca saberás.
Feche os olhos, amor. Se entregue para mim todos os dias. Não tenha medo. Eu não vou sair daqui.

7 comentários:

Daniel Senos disse...

E a autora do blogue nos presenteia com mais um texto cheio de paixão. Tão intimista e tão fascinante...

Liz. disse...

Realmente apaixonante, belas palavras! Pude me encontrar em algumas delas!
Obrigado pela visita que me fez!
Bj
http://hellodivas.blogspot.com

Luiz França disse...

É é isso ai Helena auto-confiança essa palavra-tudo.


hurra! humor sem rumor

http://www.humorhurra.com/

pisovelho.com.br disse...

O amor é a maior força e fraqueza do ser humano.

Leonardo disse...

Deuuus um blog que eu encontro no orkut com uma pessoa que sabe escrever e com um layout que não seja preto ?

Nossa parabéns 2 vezes !!!!

Sentaaquibaby disse...

Quando falamos de amor expressamos nossa essência , sua essência esta bem visivel!
parabens sucesso !

se possivel entre em http://sentaaquibaby.blogspot.com/
e de algumas risadas ! beijos

Melisseira (♥) disse...

Adooooorooooo poemas ;*
esse mexeu comigo vou copiar
para mostrar para minhas miguxaaaas.. beijinhoos.

Contador de Visitas